Um detectiva nos tempos da dinastia Tang

Hoje vou falar-lhe de um autor tão pouco conhecido, como interessantes e originais as coisas que escreveu.

Trata-se de Robert Hans van Gulik, o autor que ficou conhecido principalmente pelas histórias policiais de que foi autor e que não se inscrevem em quadro nenhum da literatura policial a que estamos habituados.

Pois é verdade.

Os mistérios do Juiz Di, que aqui tenho, numa edição da Difel, são histórias sobre as peripécias de um detective que viveu na China no ano seiscentos da nossa era, no tempo da Dinastia Tang.

A personagem é fundada numa figura histórica.

Era o juiz Di Renjie, referido nos anais da época.

Mas como é que isto surgiu?

Pois é simples, Van Gulit, começou por traduzir, a novela do século XVIII, intitulada “De Goong An”, que tem no enredo central precisamente a figura do histórico juiz Di.

Isto em 1948, data em que publicou a tradução e ao mesmo tempo lhe surgiu a ideia de criar uma personagem chinesa ao estilo dos detectives, da colecção Vampiro, fundada precisamente na novela que acabara de traduzir.

E assim nasceu esta figura, e algumas dezenas de histórias, que não ficam nada a dever a qualquer clássico do género do mundo ocidental.

No entanto Gulit achou que o efeito das suas novelas não seria muito na Europa, nem na América, por isso decidiu publicar o livro primeiro em Japonês, o que se revelou uma decisão de sucesso.

O livro esgotou sucessivas edições, com o título “Meiró no Satsunji”.

Sucesso em japonês, sucesso seguinte em Chinês, graças a uma tradução feita por uma editora de Singapura. Em 1951.

A tentativa resultou e Gulik escreveu mais dois livros com as aventuras do perspicaz detective, “Os Crimes do Sino Dourado”, este que tenho aqui e “As Mortes do Lago”.

Apesar da popularidade na China e no Japão o mesmo não se pode dizer nos Estados Unidos e na Europa que olhou com alguma indiferença para esta incursão oriental nos domínios reservados de Conan Doyle e Deshel Hamet.

Aliás a figura do juiz Di tinha pouco a ver com a de Fu Man Chu que na altura estava na moda.

Mas quem era Robert Van Gulik?

Bom! era uma diplomata holandês, que percorreu um pouco todo o extremo Oriente, tendo estado colocado em Tóquio, na China e também na Indonésia quando este país ainda era colónia holandesa.

Aliás Gulik que nasceu em 1910 na Holanda e morreu igualmente na Holanda em 1967, viveu a sua infância em Jacarta, já que o pai era médico e ali estava colocado.

Formou-se na universidade de Leyden em 1934 e fez o doutoramento no ano seguinte, sendo considerado um dos mais reputados orientalistas europeus do século XX, tendo obtido duas licenciaturas na universidade de Leyden Uma em direito e outra em línguas e cultura Indonésia.

Gulik quase seria apanhado pela guerra em Tóquio, mas foi evacuado antes da Holanda declarar guerra ao Japão, passando a fazer parte da legação holandesa junto do governo nacionalista de Chiang Kai Shek.

Nessa altura casou com a filha de um alto funcionário chinês, de quem teria quatro filhos.

Os livros que publicou tendo como herói o juiz Di são nem mais nem menos do que 16, entre 1948 e 1968.

Vale a pena ler estas histórias que vão muito para além da simples aventura, denunciando um profundo conhecimento da vida e da maneira de ser dos chineses.

Aliás em minha opinião os juristas deveriam dar uma vista de olhos pelas aventuras do juiz Di que contêm muita informação sobre o entendimento, a prática e os fundamentos do direito chinês.

As aventuras de um detective no mundo perdido da Dinastia Tang, de há quase dois mil anos.

É uma delícia mergulhar neste mundo inopinado e fascinante onde se cruzam Confúcio com Raymond Chandler, e Lau Tzé com Sherlok Holms, tudo durante a mais brilhante das dinastias da China, a dinastia Tang

Leia que vai ver que ao fechar a última página não se arrepende.

 

Advertisements

Leave a comment

No comments yet.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s