Bom dia S’tora”.

Um livro que foi publicado em 1991.

É um livro interessante para quem queira saber de Macau.

Tenho-o aqui. É este

A autora não era uma escritora na verdadeira acessão do termo.

Era professora do ensino secundário e que saiba, antes e depois deste livro, nunca publicou nada, a não ser numerosos artigos de jornal que se encontram dispersos e nunca recolhidos em livro e é pena.

“Bom Dia S’Tora”, é o diário de uma professora, ainda que não uma professora vulgar, já que Graciete Batalha fez incursões pela política local e deixou a sua personalidade impressa de forma indelével na formação da personalidade de dezenas e dezenas de alunos que lhe passaram pelas mãos no Liceu de Macau.

Foi deputada do Conselho Consultivo, que era como se chamava a Assembleia Legislativa antes de 1974 e defendia com veemência as sua posições políticas nesse hemiciclo.

Era uma mulher progressista e ao mesmo tempo alinhada com o conservantismo do regime então vigente. Com aqueles pontos de vista que não se contestavam. Não porque não se pudessem contestar, mas apenas por que a margem de contestação não era de fundo, mas apenas de forma. Era assim nesse tempo!…

Ainda a conheci e dela tenho como pessoa, a recordação de uma mulher consciente, decidida e sabedora.

Enfim, daquelas que estavam à frente do seu tempo, apesar da sua formação ter sido influenciada por outros tempos, mas tempos, que nunca renegou.

Em suma no contexto da sua época era uma intelectual comparável a Virgínia Rau, por exemplo, mas não a Agustina Bessa Luís.

Era uma conservadora iluminada pelo racionalismo, que, provavelmente – não sei- mas prezaria mais Rouseaux, que Jean Paul Sartre.

Seja como for e independentemente das recordações pessoais que tenho de Graciete Batalha, não posso deixar de contar com este, Bom Dia S’Tora, como um livro de mesinha de cabeceira neste meu espírito de guarda-livros.

É politicamente incorrecto?

Sim é politicamente incorrecto em várias circunstâncias, mas não sei porquê, ao lê-lo e relê-lo a mim assemelha-se, a Miguel Torga às vezes, e outras a Bernardim Ribeiro.

A um pela forma literária, por vezes dura, a outro pelo lirismo que transmite sobre um mundo circunscrito que era o Liceu de Macau e a cidade que o rodeava.

Mas às vezes também faz lembrar Aquilino Ribeiro, embora sem os regionalismos das serras de Portugal, altaneiras e rugosas, mas com os regionalismos ultramarinos das faldas urbanas da Fortaleza do Monte e dos aterros do Porto Exterior.

E os regionalismos de Graciete são os verdadeiros, não os do crioulo antigo, mas o do que na realidade subsistiu puro ou espúrio, na tradição moderna de Macau.

O papiá cristã perdeu-se há muito.

O papiá de hoje, o verdadeiro, é o de que nos fala Graciete Batalha.

Falo hoje de um livro escrito por alguém de quem quase toda a gente se lembra.

A sua professora.

Graciete Batalha.

Alguns recordar-se-ão das boas notas que tiveram na disciplina que leccionava.

Outros lembram-se de que por ela foram massacrados na disciplina de Português, talvez por má divisão de orações, confusão de pretéritos perfeitos com imperfeitos, gerúndios, adjectivos substantivos. Enfim!… outros apenas por cabularem.

Sabe-se lá porquê e sabe-se lá quem terá hoje razões de queixa ou memórias carinhosas que nunca se apagarão nunca. Umas e outras

Mas Neste Bom dia S’Tora, não é uma professora que escreve.

Mas também não é um manual de Português que nos é transmitido.

É um período da história de Macau que nos passa pelo olhar.

Começa em 1969 e termina em Janeiro de 1986.

O Livro chama-se, como disse, “Bom Dia S’Tora”, é uma edição do Instituto Cultural de Macau com data de 1991.

E deste livro termino com uma citação da S’tora.

“E sente-se uma saudade insistente ao percorrer os corredores desertos em tempos de férias ou ao pensar no dia em que finalmente nos libertamos das canseiras, da rotina, das lutas inglórias, das incompreensões, e seremos… tristes professores reformados.

No próximo programa cá estarei com mais um autor e mais um livro

Advertisements

Leave a comment

No comments yet.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s