Charles Boxer, an Uncommon Life

Nós portugueses sempre nos orgulhamos muito do nosso império marítimo.

Nomes sonantes da historiografia portuguesa descreveram os nossos feitos através do mares fazendo ressaltar nomes como Vasco da Gama, Pedro Álvares Cabral, Afonso de Albuquerque, Diogo Cão e sei lá quantos mais que retemos na memória.

No entanto em toda a bibliografia historiográfica portuguesa há uma espécie de mistério.

De facto os grandes historiadores esmiuçaram os pormenores biográficos de todos os navegadores que citei.

Mas uma cortina de ferro parece ter sido erguida relativamente aos que se aventuraram para Oriente de Malaca, considerada por Afonso de Albuquerque como a fronteira mais oriental do império marítimo português para lá da qual não parecia avisado avançar.

Por isso os que se aventuraram para além da Porta de S. Pedro de Malaca ficaram esquecidos.

Diogo Cão, por exemplo, toda a gente sabe quem tenha sido, agora Jorge Álvares, já há menos quem saiba a não ser quem vive em Macau e passa mais ou menos diariamente pela praça que tem o seu nome em frente ao edifício do antigo tribunal que a breve trecho se vai transformar na nova Biblioteca Central.

Os grandes historiadores portugueses não se debruçaram sobre a sua figura, não se sabendo mesmo ao certo em que data Jorge Álvares chegou à China.

Só começamos a saber alguma coisa sobre os que se aventuraram a Oriente de Malaca graças a um historiador inglês.

Chamava-se Charles Boxer

Descendente de militares, Charles Boxer foi educado no Wellington College e no Royal Military College, em Sandhurst.

Tenente no Regimento do Lincolnshire em 1923, serviu naquele regimento durante 24 anos, até 1947.

Serviu na Irlanda do Norte e, de 1930 a 1933, como tradutor no Japão adido ao Regimento de Infantaria com base em Narra.

Em 1933, formou-se como intérprete oficial da língua japonesa.

Transferido para Hong Kong em 1936, serviu como oficial nas tropas britânicas nos serviços de inteligência.

Ferido em combate durante o ataque japonês a Hong Kong em 8 de Dezembro de 1941, foi feito prisioneiro de guerra e mantido no cativeiro até 1945.

Solto, voltou ao Japão como membro da Comissão Britânica no Extremo Oriente em 1946-1947.

Major Charles Ralph Boxer

Durante sua carreira militar, publicou cerca de 86 livros e opúsculos sobre a história da presença ocidental no Extremo Oriente, sobretudo a portuguesa, nos séculos XVI e XVII.

Como major no Exército, aposentou-se em 1947, quando o Kings College, em Londres, lhe ofereceu regência da Cadeira de Camões de Português, cargo que deteve por vinte anos até 1967.

Em tal período, a Escola de Estudos Orientais e Africanos da Universidade de Londres nomeou-o seu primeiro Professor de História do Extremo Oriente.

Aposentando-se em 1967 da Universidade de Londres, Boxer aceitou a cadeira de professor visitante na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos da

De 1969 a 1972, teve uma cadeira de história da Expansão Europeia no Ultramar na Universidade de Yale.

Doutorado honoris causa por diversas universidades, desde Lisboa a Utrech, passando pela universidade brasileira da Baía e também pela universidade de Hong Kong, também não lhe faltaram condecorações nomeadamente as de Santiago da Espada  e a Grã-Cruz da Ordem do Infante Dom Henrique de Portugal.

Esta é a biografia mais exaustiva que jamais sobre ele foi feita.

O autor desta biografia de Charles Boxer chama-se Dauril Alden.

Contemporâneo do historiador foi seu amigo durante mais de 30 anos e dedicou quatro anos da sua vida a vasculhar a biografia de Boxer.

“Charles Boxer, an Uncommon Life” foi o que resultou do estudo, dado à estampa precisamente em 2001 pela Fundação Oriente.

Um livro cheio de fôlego que embate com a vida dos nossos dias em que temos que saber tudo em resumos de poucas linhas.

Esta obra tem seiscentas e quinze páginas, mas vale a pena, nem que seja para ler aos bocadinhos quando houver disposição.

Tem todos os condimentos de uma vida de aventura variada como a de James Bond de Yan Fleming. É que Boxer também foi espião ao serviço de Sua Majestade.

Advertisements

Leave a comment

No comments yet.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s